Histórico do CICTA

Breve Histórico do CICTA

A idéia da criação de um Centro Interativo de Ciência e Tecnologia da Amazônia, constituindo um ambiente de educação não formal destinado à difusão e à popularização da Ciência e da Tecnologia na Amazônia, é antiga, remontando ao final do século XX. Nos primeiros anos da década de 2000, um grupo de docentes e discentes da Universidade Federal do Pará (UFPA) decidiu realizar algumas iniciativas nesta direção, nomeadamente o "Laboratório de Demonstrações da UFPA" (LABDEMON/UFPA), "Núcleo de Astronomia da UFPA" (NASTRO/UFPA) e "Museu Interativo da Física" (MINF/UFPA). Por falta de uma sede própria, o acervo do Centro Interativo de Ciência e Tecnologia da Amazônia (CICTA), que aos poucos foi sendo montado, passou a ser utilizado no LABDEMON/UFPA, NASTRO/UFPA e MINF/UFPA, onde as atividades do CICTA começaram a ser desenvolvidas. O CICTA foi aprovado como um Projeto de Divulgação Científica pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por meio da Chamada MCTI/CNPq/SECIS no. 85/2013. No entanto, infelizmente os recursos aprovados para esta Chamada não foram repassados pelo CNPq em sua totalidade. No final do ano de 2019, a Administração Superior da UFPA permitiu que alguns experimentos interativos do CICTA pudessem ser disponibilizados ao público em uma das salas do Bloco F do Campus Básico da Cidade Universitária José da Silveira Netto. No entanto, a greve das Escolas Públicas no Estado do Pará, seguida da pandemia de COVID-19 (Coronavirus Disease 2019), impediram que este espaço seja utilizado adequadamente até o presente.

Visita do Colégio Ideal ao CICTA localizado no bloco F da Universidade Federal do Pará, 06 de março de 2020.
 

Apoio

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner